sexta-feira, 11 de junho de 2010

A NOVA JERUSALÉM CELESTIAL (II)


A NOVA JERUSALÉM CELESTIAL: (Continuação)

Das 24 pedras levantadas no Jordão, as doze primeiras pedras já comentamos na postagem anterior. (representam os nomes das doze tribos de Israel, Js 4.1-8; Ap.21:12). Agora vamos comentar as outras doze pedras que Josué erigiu no leito do rio Jordão, simbolizando os 12 apóstolos, conforme está escrito em Js 4.9, e em Ap 21.14. Vejamos:


REVELAÇÃO DOS FUNDAMENTOS DA NOVA JERUSALÉM CELESTIAL:


Texto básico: "E o muro da cidade tinha doze fundamentos e, neles, os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro". Ap 21.14.

Mais 12 pedras erigidas por Josué (tipo de Jesus) no Jordão, Js 4:9. Conforme está registrado discretamente no v. 9 do cap 4, assim: “Levantou Josué, também, doze pedras no meio do Jordão, no lugar do acento dos pés dos sacerdotes, que levavam a arca do concerto, e ali estão até o dia de hoje”.

Estas 12 pedras levantadas por Josué (tipo de Cristo) correspondem aos 12 apóstolos que Jesus escolheu, depois que foi batizado no rio Jordão. (Mc 3:13-19). Observe que se somando as 12 pedras representando as 12 tribos de Israel, mais as 12 pedras levantadas por Josué (um tipo de Cristo) no Jordão, da um total de 24 pedras, correspondendo aos 24 anciãos Ap (4:4; 5:14), ou seja, aos nomes das 12 tribos nas 12 portas e os nomes dos 12 apóstolos nos 12 fundamentos da nova Jerusalém no livro de Apocalipse (revelação de Jesus Cristo). (Ap 21:9-27).

Segundo um comentário feito por Scofield na sua Bíblia de estudo, afirma que: “o levantamento destes dois memoriais, foi sem dúvida em obediência a ordem direta de Deus, mas apenas a ordem relativa ao memorial do outro lado do Jordão é que ficou registrado". (Js 4:1-9)

A POSIÇÃO DA IGREJA NO MONTE DE SIÃO E NA JERUSALÉM CELESTIAL:

Textos bíblicos: Disse Jesus aos seus discípolos: "Mas não alegreis porque se vos sujeitam os espíritos; alegrai-vos, antes, por estar o vosso nome escrito nos céus". Lc 10.20. Conforme explicita a epístola aos Hebreus: (...) "Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos, à universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados; e a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel". Hb 12.22-24.


i) Os doze anciãos da Nova Aliança do Cordeiro (Jesus).

Simbolicamente aparece no monte de Sião conforme Apocalípse 14: vv 1-5, o número dos 144.000 (12 x 12 x 1.000) representando a Nova Aliança, (não se trata dos Israelitas assinalados no capítulo 7 vv 1-8 de Apocalipse), pois, aqui representam os gentios, que não são das 12 tribos de Israel, porque seguem o Cordeiro (Jesus) para onde quer que vai, comprados de toda terra”. Estes "príncipes ou primícias" representam a Igreja Triunfante diante do trono quando for arrebatada, correspondendo ao número simbólico dos 12 apóstolos, (Ap 21.14). Assim diz a Palavra de Deus: “1E olhei, e eis que estava o Cordeiro (Jesus Ap 5.6-10) sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em sua testa tinham escrito o nome dele e o de seu Pai. 2E ouvi uma voz do céu como a voz de muitas águas e como a voz de um grande trovão; e uma voz de harpistas, que tocavam com a sua harpa. 3E cantavam um como cântico novo diante do trono e diante dos quatro animais e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra. Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro (Jesus) para onde quer que vai. Estes são os que dentre os homens foram comprados (pelo sangue do Cordeiro, I Pe 1:18-20) como primícias para Deus e para o Cordeiro”.

ii) Jesus voltará com a Igreja, sobre o monte de Sião, para reinar como o Messias . Ler: Mt 24.29-44; 25.31-46; Ap 19.11-21. Observe que aqui (no monte de Sião) são os que foram comprados de toda terra, pertencentes a Igreja de Cristo Universal, isto é, somente os remidos pelo sangue de Jesus. O monte de Sião é um tipo da Igreja (Hb 12:22; I Pe 2:4-10), portanto, são os que foram tirados dentre os povos, (At 15:13-19), e não pertencem aos israelitas assinalados de cada tribo. É notório na Bilbia que os Israelitas (Judeus) que exigiram a crucificação de Jesus, (Ler: Mt 27.19-26; Mc 15.1-14; Lc 23.1-25; Jo 18.28-40 e 19.1-16), só vão reconhecê-Lo como o Messias, (Zc 12.9-10; 14.1-5), quando Ele voltar (parousia) para reinar, como disse Jesus conforme Mt 23.37-39.

O SIGNIFICADO SIMBÓLICO DAS 12 PEDRAS ERIGIDAS NO JORDÃO POR JOSUÉ:

iii) As outras 12 pedras que Josué erigiu no leito do rio Jordão. Representa os 12 apóstolos de Cristo, que foram revelados no livro de Apocalipse cap 21:14 e cap 14.1-5, que aparece no “Monte de Sião, a cidade, do Deus vivo, à Jerusalém celestial, ... à universal assembléia e Igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus..., e a Jesus, (o Cordeiro de Deus), o Mediador duma Nova Aliança, o sangue da aspersão que fala melhor do que o Abel” Hb 12:18-(24).

iv) Este segredo ficou oculto até ao primeiro advento de Cristo. Observem que ficou em secreto a escolha das 12 pedras por Josué, pois, só seria revelado este mistério no Novo Testamento, isto é, após o primeiro advento de Cristo. Só no livro de Apocalipse – revelação de Jesus Cristo – é que foi revelado totalmente o mistério e o significado das 12 pedras do cap. 4 v 9 do livro de Josué, como acima resumidamente mencionamos.

v) Como o Mistério oculto foi reveldo ao apóstolo Paulo. Foi assim que o apóstolo Paulo explicou a revelação desse Mistério, dizendo: “(...) Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus (...) que me foi dada (...) este mistério manifestado pela revelação que me foi dado, (...) o qual noutro século não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito pelos seus santos apóstolos e profetas, a saber: que os gentios são co-herdeiros de um mesmo corpo e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho, e demonstrar a todos qual seja a dispensação do Mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou”. Ef 3:1-9

vi) O fundamento da explicação do apóstolo Paulo. Finalmente o apóstolo Paulo, também, explicou em Ef 2:11-22, que “(...) agora em Cristo Jesus, tanto os gentios como Judeus formam o mesmo corpo, sendo concidadãos dos santos e da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal Pedra de esquina”. A Pedra principal de esquina foi posta em Sião que é um tipo da Igreja, como está escrito, Rm 9:33: "Eis que eu ponho em Sião uma pedra de tropeço e uma rocha de escândalo; e todo aquele que crer nela não será confundido." (Ler: Sl 118_22-23. Is 28:16; Mt 16:18; At 4:11; ; I Pe 2:6-10).

vii) A revelação completa. Só vamos ver claramente esses 24 anciãos depois que o anjo tocar a sétima trombeta, a última (I Cor 15:51-54), conforme está escrito em Ap. 10.7, (...) "mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos, (Ap 11:15-19; 21:9-27), onde vemos expressamente registrado na Nova Jerusalém, – a esposa do Cordeiro – os nomes das 12 tribos de Israel nas 12 portas, e os nomes dos doze apóstolos nos 12 fundamentos na muralha da cidade celestial, – A Jerusalém Celestial – “cujo arquiteto e construtor é Deus”, como viu Abraão, nosso pai na fé, (Hb 11:10-14), representando os salvos do Velho e Novo Testamento, assim: “(...) porque esperava a cidade que tem fundamentos, (os apóstolos), da qual o artífice e construtor é Deus” (Hb 11:10).

REVELAÇÃO DA NOVA JERUSALÉM CELESTIAL:

viii) Revelação dada ao apóstolo João. Foi assim que o apóstolo João, também, viu na ilha de Pátmos a Nova Jerusalém formada tanto pelos Judeus como pelos gentios "comprados de toda terra pelo sangue de Jesus": Ap. 21.1-27. "(...) 2E eu, João, vi a Santa Cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. 3E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles e será o seu Deus. 4E Deus limpará de seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, porque já as primeiras coisas são passadas. (...) 9E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro. 10E levou-me em espírito a um grande e alto monte e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu. 11E tinha a glória de Deus. A sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, como o cristal resplandecente. 12E tinha um grande e alto muro com doze portas, e, nas portas, doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos de Israel. 13Da banda do levante, tinha três portas; da banda do norte, três portas; da banda do sul, três portas; da banda do poente, três portas. 14E o muro da cidade tinha doze fundamentos e, neles, os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro". (Ap 21.2-4, 9-14).

Conclusão.
Meu prezado leitor se você tem Jesus como seu suficente Salvador e Senhor, certamente, você também estará lá, como está escrito: Ap 22.14-17, "(...) 14Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas. 15Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.16Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã.17E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida. (...) Ap 21.27, E não entrará nela coisa alguma que contamine e cometa abominação e mentira, mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro". Amém.

Um comentário:

assembleiabelem disse...

Precisando de uma mensagem de consolo, então acesse o nosso site, e assista nossas mensagens, Sempre Deus tem uma mensagem para você nas horas dificeis, além das radios e musicas solo instrumemtais e muito mais

http://www.assembleiabelem.br22.com/