quarta-feira, 28 de maio de 2008

POR QUE TRÊS CRUZES NO CALVÁRIO?


a) A Profecia de Isaias.

Já tinha sido previsto pelo profeta Isaias que Jesus seria "contado com os transgressores" na Sua morte, então, esse acontecimento tem importante signficado na crucificação de Jesus no monte do calvário! Foi assim que o profeta Isaias vaticinou: "(...) derramou sua alma na morte e foi contado com os transgressores, mas ele levou sobre sí o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu". (Is 53.12b). Em cada cruz do calvário tem uma mensagem com posições definidas diante do juizo de Deus, com repercussão eterna para toda humanidade. Vejamos a seguir:


b) Como estão mencionadas a três cruzes nos quatro evangelhos assim:

1. No evangelho segundo São Mateus: "(...) E foram crucificados com ele (Jesus) dois salteadores, um à direita, e outro, à esquerda. (...) os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam: Salvou os outros e a sí mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça, agora da cruz, e creremos nele (...) E o mesmo lhe lançaram também em rosto os salteadores que com ele estavam cruficados". (Mt 27.41-44).

2. No evangelho segundo São Marcos: "E crucificaram com ele (Jesus) dois salteadores, um à sua direita, e outro à esqurda. E cumpriu-se a Escritura que diz: E com os malteiroes foi contado". (Is 53.12b; Mc 15.27-28).

3. No evangelho segundo São Lucas:

"(...) alí o crucificaram e aos malfeitores, um, à direita, e outro, à esquerda. (...) E, um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo e a nós. Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu Reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso". (Lc 23.33, 39-43).

4. No evangelho segundo São João: "E, levando ele (Jesus) às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado calvário, que em hebraico se chama Gólgota, onde o crucificaram, e, com ele, outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio". (Is 53.4-5; Jo 19.17-18).

c) Sentido das mensagens proferidas nas três cruzes.

São três cruzes porque através de cada cruz tem uma mensagem eterna para toda humanidade, setenciada nas palavras ditas por cada um daqueles que estavam sendo crucificados.


1. Na cruz do centro estava Jesus o Salvador. - A missão de Jesus como o Cristo, Senhor e Savador já foi explicada na mensagem com o título: "As palavras de Jesus na cruz", postada anteriormente. (Q. vide). Entretanto, Jesus está no centro como a mensagem principal, completa para a salvação do pecador. Pois, é o único que morreu sem pecado, justo e inocente, substitutivamente, para justificar o pecador diante de Deus. Como disse o apóstolo Paulo: "O qual (Jesus) por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação". (Rm 4.25).


2. Na cruz da direita estava o salteador arrependido e salvo. - Quanto ao malfeitor da cruz à direita que se arrependeu e apelou para o Senhor, foi salvo, imediatamente, porque Jesus assumiu a culpa dos pecados dele, e o perduou. Tornou-se um tipo de todo salvo pela fé em Cristo Jesus.


3. Na cruz da esquerda estava o salteador inconverso e perdido. -Quanto ao malfeitor da cruz à esquerda que blasfemou insultando a Jesus, foi condenado porque os seus pecados não foram perdoados e permaneceram nele sob a "ira de Deus". (Jo 3.36). Tornou-se um tipo de todo perdido por não crer em Jesus Cristo como Salvador suficiente.

d) São três, respectivamente, as mensagens implícitas nas três crucificações, a saber:

1. Jesus foi crucificado, sem pecado, no lugar do pecador assumindo a culpa e a pena do pecado diante de Deus, na sua morte. Levou sobre si e sob a cruz todos nossos pecados expiando-os com seu sangue como vítima substitutiva diante do Pai, salvando inclusive o malfeitor arrependido da Sua direita. Como está escrito assim: "Levando ele (Jesus) mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados". 1ª Pe 2.24. Como profetizou Isaias cerca de 700 anos antes de Cristo, assim: "Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas feridas, fomos sarados". (Is 53.5).

2. O malfeitor da direita reconheceu seus pecados, arrependeu-se, e, foi salvo, apelando para Jesus dizendo: "Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino". E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso". (Lc 23.42-43). Então, este ladrão à direita de Jesus, foi salvo de graça, imediatamente, tornando-se um tipo do pecador salvo sem mérito, pela graça incomparável de Deus em Cristo Jesus. Ef 2.8-9. Jesus tomou sobre Si os seus pecados, como tomou, também, os nossos pecados sobre Si, riscando a nossa dívida pecaminosa, como está escrito em Col 2.13-14: "(...) vos vivificou juntamente com Ele, perdoando-vos todas as ofensas, havendo riscado a cédula que era contra nós, nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz".

3. O malfeitor à esquerda de Jesus não se arrependeu, blasfemou dEle dizendo: "Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo e a nós". (Lc 23.39b). Este malfeitor à esquerda de Jesus foi condenado porque não se arrependeu, e, assim a culpa de seus pecados permaneceu sobre ele, tornado-se um tipo, para toda a humanidade, do pecador perdido que rejeita Jesus como suficiente Salvador. Portanto, a ira de Deus permanecu sobre ele, como está escrito em Jo 3.36: "Aquele que crê no Filho tem a vida eterna, mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece".


Conclusão - A mensagem da cruz permanece imutável, eternamente, objetivando a salvação do pecador, sendo proclamada em todo o mundo, afirmando que "todo aquele que nele (em Jesus) crer e for batizado, será salvo". Como está na grande comissão dada por Jesus à Igreja: "Disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado", (Mc 16.15-16).Então, quem crer como o malfeitor à direita da cruz de Jesus, será salvo; mas quem não crer como o fez o malfeitor à esquerda da cruz de Jesus, será condenado. Creia em Jesus como teu salvador suficiente, e, "(...) serás salvo, tu e a tua casa". (At 16.31b).



Um comentário:

Sete disse...

PASTOR DJALMA, GOSTARIA DE FALAR QUE SOU LEITOR DO SEU BLOG, AS MENSAGENS SÃO ABENÇOADAS.
QUE DEUS POSA CONTINUAR LHE DANDO GRAÇA. UM ABRAÇO
MEU BLOG È: boasnovasbrasil
http://boasnovasbrasil.blogspot.com/
um abraço.
03-06-2008

Oséias Alves
boasnovas_brasil@yahoo.com.br
oseias.alves@minc.gov.br