quarta-feira, 24 de março de 2010

O ensino de Jesus sobre o amor.


I- Os capazes de além do vestido tomado a força, doam também sua capa.

Texto básico: Mt 5:40. "e ao que quiser pleitear contigo e tirar-te a vestimenta, larga-lhe também a capa".

i. Aqui Jesus nos fala da túnica e da capa. Para entender é preciso conhecer melhor o “guarda-roupa” do Oriente Médio. Na época do Novo Testamento a túnica era usada sobre a pele, internamente, e feita de um tecido leve. A capa era uma peça externa, pesada, larga, quente e folgada de uso externo. Durante o dia era como um paletó que protegia das queimaduras provocadas pelo sol (sol do deserto), e a noite funcionava como um cobertor.
A capa era tão importante para aquele que a possuía que existia uma lei a respeito dela. Quando dois homens faziam um trato, um deles poderia reter uma peça de roupa do outro como garantia até que a transação fosse consumada.

ii. Como a lei ordenava. A lei diz que aquele que ficasse com a capa, deveria devolvê-la ao por do sol, pois sem ela seu usuário não teria como proteger-se do frio e do calor, assim: "Se tomares em penhor o vestido do teu próximo, lho restituirás antes do pôr do Sol". Êx 22:26. Por isso era comum que as transações fossem feitas com túnicas e não com capas.

iii. O ensino de Jesus sobre o amor. O que Jesus queria dizer é que as armas do amor devem ir além daquilo que é de direito. De acordo com Jesus o amor cristão, jamais se limita a fazer o mínimo exigido por lei. Vai além dela. Se alguém quer sua túnica (que é direito de lei do outro), deixa também a capa (que é seu direito retê-la).

II - Os capazes de caminhar a segunda milha.

Txto básico: Mt 5:41. "(...) e, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas".

i. O recrutamento compulsório: O que Jesus agora dizia feria os ouvidos até a alma dos judeus daquele tempo, pois dizia respeito a uma prática que eles abominavam sobre o recrutamento compulsório. Naquela época Israel era dominado pelo Império Romano. Um soldado romano tinha o direito legal de aproximar-se de um judeu a qualquer hora do dia ou da noite e recrutá-lo para prestar-lhe um serviço, por exemplo: "(...) Ao saírem, encontraram um cireneu, chamado Simão, a quem obrigaram a carregar-lhe a cruz". (Mt 27:32). O militar podia obrigar um civil a lavar sua roupa, levar sua bagagem, roçar um campo e não importava o que o civil estivesse fazendo no momento, ele tinha que o atender. Os judeus simplesmente odiavam esta prática...

ii. O ensino da segunda milha do amor. Como é que Jesus nos manda agir no final da estrada? Ele diz que, quando chegar ao final desta milha de amargar, em vez de você jogar a mala com força no chão, desejando que o que estiver dentro dela se quebre e disfarçadamente ainda cuspir no chão como sinal de desprezo, você deve mostrar o amor de Jesus e perguntar olhando nos olhos dele: Deseja mais alguma coisa, senhor? Não tem lógica, não é fácil, mas funciona quando navegamos no amor de DEUS. O próprio Senhor Jesus se torna nossa força nos ajudando a carregar as bagagens dos outros. (Palestrante: Adalto Pinho Faria).

Conclusão. O apóstolo Paulo define muito bem como o cristão deve viver este amor que vai muitro além de um amor "philéo", que é na base da amizade, do interesse, e da reciprocidade, mas, como o amor "agape", sacrificial, assim como Jesus mesmo deu o maior exemplo, "(...) morrendo por nós sendo nós ainda pecadores". Rm 5.8. Foi assim que o apóstolo Paulo escreveu aos Corintios sobre o amor: "(...) O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba; 1ª Co 13.4-8, e, também, aos romanos, assim: "(...) porque quem ama aos outros cumpriu a lei". Rm 13.8b.

2 comentários:

Leandro disse...

Palvra Maravilhosa Pastor!
Sou o Leandro da Igreja de Cristo de Vicente de Carvalho um abrAÇO!

Djalma Pereira disse...

Amado ir Leandro
Jesus nos ama muito!

Obrigado pelo seu comentário. Continui acessando o blog "mensagemdacruz-djalma", e passe para outras pessoas interessadas.
Fraternaloente. Pr Djalma