sábado, 8 de março de 2008

Arrebatamento antes da tribulação (II)


II - Contrastes entre o arrebatamento e a segunda vinda de Cristo:
Ao tempo do arrebatamento, os santos se encontrarão com Cristo nos ares, ao passo que, na segunda vinda, Cristo retornará ao monte das Oliveiras, vindo assim ao encontro dos santos na terra. (Zc 14.1-4).

Ao tempo do arrebatamento, o monte das Oliveiras ficará intocado, ao passo que o tempo da segunda vinda será formado um grande vale a leste de Jerusalém (Zc.14:4,5).

Quando do arrebatamento, os santos vivos serão arrebatados, ao passo que nenhum crente será arrebatado em conexão com a segunda vinda de Cristo à terra. (1ª Ts 4.14-17; Jd 14).

Ao tempo do arrebatamento, o mundo continuará sem julgamento e prosseguirá em seus caminhos pecaminosos, ao passo que na segunda vinda de Cristo o mundo será julgado e a justiça será estabelecida neste mundo. (Mt 25.31-46).

O arrebatamento diz respeito exclusivamente aos salvos, ao passo que a segunda vinda de Cristo envolve tanto os salvos como os perdidos. (1ª Co 15.23, 51-54; 1ª Ts 4.16-17).

Quando do arrebatamento, Satanás não será amarrado, ao passo que por ocasião da segunda vinda de Cristo, Satanás será amarrado e lançado no abismo. (Ap 19.20; 20.1-3)

2) A Parousia: "Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até os mesmos que o transpassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele, Sim. Amém". (Ap 1.7).

A “parousia” ou segunda vida de Cristo, terá:

a) Uma série de acontecimentos, começando com o Armagedon (Ap.16:15,16), estendendo-se até à purificação final da velha terra (2ª Pe.3:4-12). O tempo do aspecto da "parousia" que acontecerá antes do milênio é desconhecido (Mt.24:6, 36);

b) Um período de refrigério ou descanso, vindo da parte do Senhor (At.3:19);

c) Significará a restauração de todas as coisas (Ef 1:10). O "mistério da vontade de Deus" será cumprido. O apóstolo Pedro (2ª Pe.3:4-13) nos mostra que até o julgamento de tudo que o homem do pcado construiu sobre a terra e a destruição do velho sistema cósmico fazem parte da parousia, no seu sentido mais amplo;

d) Consistirá da manifestação, aparecimento e revelação de Jesus Cristo (1ª Pe.1:7,13). Será o dia de nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo (1ª Co.1:8; Tt.2:13; 2ª Pe.3:12).

e) É um acontecimento predito nas páginas do AT (Dn.7;13), e é muito freqüentemente no NT (Jd.14; Mt.25:31; Jo.14:3; At 3:20; 1ª Tm 6:14).

f) Esse acontecimento será precedido por certos sinais:

1. Será nas nuvens (Mt.24:30).
2. Na glória de Deus Pai (Mt.16:27).
3 Na glória de CRISTO (Mt.25:31).
4 Uma verdade literal (At.1:9-11).
5 Acompanhando pelos anjos (Mt.16:27).
6 Em companhia dos crentes (I Ts.4:14)
7. Repentino (Mc.13:36).
8. Como se fora um ladrão que assalta à noite (I Ts.5:2).
9. Será como um relâmpago (Mt.24:27).

g) Seu propósito:

1 A glorificação dos santos (2ª Ts.1:10).
2 Não será para efeito de expiação (Hb.9:28; Rm.6:9,10).
3 Visará a própria glória de Cristo (2ª Ts.1:10).
4 Visará o julgamento das nações vivas e as 12 tribos de Israel, tanto aos salvos quanto aos perdidos (Mt.19:27-28; 2ª 25:31-46).

h) Em relação aos crentes:

1 Os crentes devem amar a vinda do Senhor (2ª Tm.4:8).
2 Devem esperar por Ele (Fp.3:20; Tt.2:13).
3 Devem aguardar a Cristo (1ª Co.1:7; 1ª Ts.1:10).
4 Devem apressar a vinda de Cristo (2ª Pe.3:12).
5 Devem orar para o seu desenlace (Ap.22:20).
6 Devem estar preparados para esse dia (Mt.24:44; Lc.12:40).
7 Devem vigiar para este evento. (Mt.24:42; 25:1-13; Lc.12:36-48).

i) Em relação aos incrédulos:

1 A segunda vinda de Cristo é motivo de zombaria (1ª Pe.3:3,4).
2 Presumem de sua ocorrência tardia (Mt.24:48).
3 Serão surpreendidos por seu súbito desenlace (Mt.24:37-51).
4 Serão castigados quando houver tal ocorrência (2ª Ts.1:8,9).

Conclusão - A vinda do Senhor para reinar sobre a terra - a parousia - será como um relàmpago visto por todos habitantes da terra, como está escrito: "Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo os que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim, Amém. (Ap 1.7) "(...) virá como um laço sobre todos que habitam na face de toda terra" (Lc 22.35).

Enquanto que o arrebatamento será antes da volta do Senhor a terra, "(...) porque Deus não nos destinou para a ira, mas para aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo (...)" 1ª Ts 5.9. A ira de Deus sobre os habitantes da terra será manifestada na tribulação, com as pragas do Apocalipse, pois, tudo que na terra há vai ser purificada com fogo, para dar lugar a uma nova criação renovada para nossa habitação. (2ª Pe 3.12-13; Ap 4 a 16; 21.1-8).

O Senhor Jesus no Seu sermão escatológico revelou-nos que "os céus e a terra hão de passar", como disse assim: "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar" Mt 24.35.

Em outras palavras o apóstolo Pedro disse que agora os céus e a terra que existem serão queimados numa explosão atômica, antes da segunda vinda de Cristo para a terra, assim: "Mas o dia do Senhor virá como um ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão (...) Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus em fogo se desfarão, os elementos ardendo se fundirão". 2ª Pe 3.10-12. Por outro lado nos dá a certeza de que não passaremos pela grande tribulação, com estas palavras: "(...) Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça". (2ª Pe 3.13; Ap 21.1-7).

O nosso objetivo principal aqui foi, apenas, ressaltar alguns aspectos do arrebaamento da Igreja Triunfante, e despertar a todos para uma reflexão mais profunda sobre este tema. (Mt 24.45-51).

O Senhor Jesus, entretanto, exortou a Igreja, por diversas vezes e ocasiões, à vigilância constante em relação à sua vinda (Mt.24.32,33; Lc 22.34-36). Devemos, portanto, aceitar a exortação do Senhor e estarmos despertados, alertas, preparados, ativos na Obra do Senhor, para não sermos surpreendidos por Sua vinda (1ª Jo.2:28).


2 comentários:

RÔ & LÚ disse...

Louvado seja o nome do senhor pela vida de compromisso com o evangelho do Senhor Jesus Cristo.
Que Deus possa continuar iluminando a mente do pastor Djalma.
A paz!!!
ICB-amendoeiras-RJ
pb.Luciano Dias

Djalma Pereira disse...

Amado Pb Luciano

A graça e paz do Semhor!

Obrigado pelo seu amável comentário.

Receba o abraço fraternal do Pr Djalma